quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Bom dia

Ouve:
pedi uma dança. não ma deste. dizes: volta ao teu Segundo amor (a maiúscula está na palavra errada). não existe regresso, vai para além de ti. pedi: se sentes, vem neste bailado. o que te peço agora é: explica-me:
- a raiva e o ciúme;
- o teu sentir;
- porque deveria eu continuar a cortejar uma princesa (um Amor, com a maiúscula no sítio certo) que não dá valor ao que sinto, que não deseja o meu regresso, que me diz: "o tempo passa", como se vívessemos para sempre (desculpa, era indirecta para mim?).
peço: diz-me o que fazer, em que caminho te encontrar porque EU preciso de AMOR para ser FELIZ. mas não me vou perder numa estrada inútil. peço perdão.

se me quiseres, sabes em que esquina me encontrar.
ponto simples? ou ele, ou eu.

tenho dito.

6 comentários:

Anónimo disse...

sabes dançar o Tango?
(maíuscula no sitio certo.. não sei se é de ti ou apenas de mim, mas também tenho uma relação muito própria com as maísuculas..)
dançar Tango é maravilhoso!
cassamia

jazzy_blues disse...

sou de valsas...
por vezes um Tango sabe bem, mas não há nada como uma boa Valsa....

amarelo-torrado disse...

porque uma valsa ? o que é a valsa para ti ? alegre ou feliz? ou contente ou triste?

jazzy_blues disse...

Vê a maiúscula e depois procura no texto onde impliquei com a maiúscula e vais entender que a Valsa, para mim, é Tudo.
É Alegre e Triste, Feliz e Contente; é Objecto e é Etéreo.
Ou já não te recordas como se dança?...

amarelo-torrado disse...

recordo sim, muito bem!! mas prefiro dança-la..girar em torno dela, queria saber se sabias. mesmo não dançando, mas se conseguias perceber ao ver e ao ouvir..uma valsa, seja de que tempo for..o que sentias..

jazzy_blues disse...

O que sei, amarelo-torrado, é que não adianta dançar uma Valsa com alguém noutro compasso. Obrigado por me mostrares isso (perdoa o sarcasmo).